Esta pergunta foi sinalizada
221 Visualizações

Tive uma experiência interessante ao decidir me tornar revendedora de produtos Boticário. O momento parecia excelente: a pandemia do Covid 19 determinou que as lojas fossem fechadas, incluindo shopping centers. O problema surgiu quando clientes frequentadoras do mesmo salão de beleza que eu, pessoas diversas realizavam pedidos solicitando certas "facilidades no pagamento".  Prazos maiores, parcelamento, descontos e brindes eram as principais solicitações. A Boticário é uma grande incentivadora para as revendedoras, permitindo compras volumosas com possiblidade de pagar parcelado e no boleto. O grande problema aconteceu durante a data comemorativa "dia das mães". Os kits solicitados pelas clientes deveriam ser pagos no ato da entrega, mas isso não aconteceu. E o que eu faria com kits e mais kits parados em casa, sem armazenamento adequado? Parece-me aceitável entregá-los à cliente que solicitou e aceitar o pagamento posterior. Você adivinha o resultado, né? Obtive perdas que se aproximaram de $2.000,00! Chegou ao ponto de uma cliente devolver o produto aberto e usado porque alegou ter alergia ao produto!

Embora, hoje, seja disponibilizado à revendedora um aplicativo e plataformas online para gestão de vendas, ainda esbarra-se na objeção da cliente: "Se eu tenho que lhe pagar no cartão de crédito e no mesmo valor, prefiro comprar na loja, onde há mais opções, variedade etc". A vantagem que o cliente vê na compra de catálogo é o pagamento posterior, prazo, e se isso não for oferecido, ela opta em comprar na loja (ou um produto similar na farmácia ou supermercado).

E você, já teve alguma experiência ruim ao revender por catálogo?

Avatar
Cancelar

Olá, Danila!

Acredito que esse seja um problema que grande parte das revendedoras possuem. As empresas deviam dar alguma forma de dar um desconto para quem compra com revendedores. Também, existir alguma possibilidade de talvez a empresa disponibilizar alguma máquina de cartão, que aceita-se a cobrança inicial desses pedidos. Assim, acredito que pelo menos, diminuiria essa questão de o cliente não pagar.

E quanto aos retornos? Dava para tirar algo bom ou apenas ilusório?

Autor

Os retornos -porcentagens de cada produto vendido - podem ser uma fonte de renda interessante, contanto que não tenham que ser direcionadas para cobrir os famosos "calotes" rsrs (rindo mas é de nervoso). Além disso, é comum que, ao enviar um pedido, a revendedora inclua algum item para ela mesma, para presentear algum familiar, e assim as porcentagens que seriam lucro de venda acabam se perdendo. Acredito que com disciplina e boa gestão de vendas, a revendedora consegue tirar algum lucro para si. Ainda que seja de pequeno valor.

Sua resposta

Tente oferecer uma resposta substancial. Se quiser comentar sobre a pergunta ou resposta, basta utilizar a ferramenta de comentários. Lembre-se de que você sempre pode revisar suas respostas - Não há necessidade de responder à mesma pergunta duas vezes. Não esqueça de votar - Selecionar as melhores perguntas e respostas é realmente útil!