​​

Vamos falar sobre as faltas ao trabalho?

O absenteísmo, também chamado de ausentismo, é um indicador que mede a soma dos períodos em que os colaboradores se ausentam do trabalho, independentemente do motivo. Essa ausência pode ser por faltas, atrasos, saídas adiantadas ou licenças, e pode ter diversas causas, como:


  • Doenças ocupacionais, doenças crônicas, acidentes de trabalho e outras doenças que impedem o trabalhador de realizar suas atividades.

  • Problemas familiares, problemas financeiros, problemas de saúde mental e outros motivos pessoais que podem levar o trabalhador a se ausentar do trabalho.

  • Desmotivação com o trabalho, insatisfação com o ambiente de trabalho, falta de perspectivas de crescimento e outros fatores que podem levar o trabalhador a se ausentar do trabalho.

  • Salários baixos, más condições de trabalho, falta de reconhecimento e outros problemas com a empresa que podem levar o trabalhador a se ausentar do trabalho.


Tipos de absenteísmo:


Absenteísmo voluntário: Ocorre quando o trabalhador se ausenta do trabalho por motivos pessoais, como férias, licenças médicas ou outros motivos não relacionados ao trabalho.


Absenteísmo involuntário: Ocorre quando o trabalhador se ausenta do trabalho por motivos de saúde, acidentes de trabalho ou outros motivos que fogem ao seu controle.


Absenteísmo crônico: Ocorre quando o trabalhador se ausenta do trabalho frequente e por longos períodos de tempo.


Impactos do absenteísmo:


O absenteísmo pode ter um impacto negativo significativo na empresa! 


A falta de colaboradores no trabalho pode levar à redução da produtividade e ao aumento da carga de trabalho para os demais colaboradores. Isso significa que a empresa também terá de arcar com custos adicionais, como por exemplo mão de obra temporária, horas extras, multas contratuais por atraso e outros custos relacionados ao absenteísmo. Custos estes que muitas vezes não podem ser mapeados diretamente para $$, como por exemplo a imagem da empresa junto a clientes, fornecedores e parceiros e principalmente a desmotivação de outros colaboradores que precisam apagar incêndios constantemente para compensar a falta dos colegas ausentes.


Como reduzir o absenteísmo:


Existem diversas medidas que a empresa pode tomar para reduzir o absenteísmo. 


Investir em saúde e bem-estar dos colaboradores: Oferecer programas de saúde preventiva, ginástica laboral, palestras sobre saúde mental e outros programas que promovam a saúde física e mental dos colaboradores.


Melhorar as condições de trabalho: Oferecer um ambiente de trabalho seguro, ergonômico e saudável, além de investir em treinamento e desenvolvimento dos colaboradores.


Promover a comunicação aberta e transparente: Manter um canal de comunicação aberto entre a empresa e os colaboradores, para que eles possam se sentir ouvidos e valorizados.


Reconhecer as conquistas dos colaboradores: Reconhecer as conquistas dos colaboradores e recompensá-los por seu bom desempenho.


Oferecer benefícios que conciliem vida pessoal e profissional: Oferecer benefícios como flexibilização do horário de trabalho, home office, licenças maternidade e paternidade e outros benefícios que facilitem a conciliação das responsabilidades profissionais com a vida pessoal.


O combate ao absenteísmo é um desafio que deve ser encarado por toda a empresa. Ao implementar medidas para reduzir o absenteísmo, a empresa pode criar um ambiente de trabalho mais saudável, feliz e produtivo, o que beneficia a todos.


Dicas para evitar faltas ao trabalho:


  • Mantenha uma alimentação saudável, pratique exercícios físicos regularmente e durma pelo menos 8 horas por noite. Isso ajudará a prevenir doenças e te dará mais disposição para trabalhar.

  • Planeje sua semana com antecedência e defina metas realistas para cada dia. Isso ajudará a evitar atrasos e faltas ao trabalho.

  • Se você estiver com algum problema que possa te impedir de ir ao trabalho, converse com seus superiores com antecedência. Eles podem te ajudar a encontrar uma solução que não prejudique seu trabalho.

  • Se você estiver com dificuldades para lidar com o estresse ou a ansiedade, procure ajuda profissional. Um psicólogo ou psiquiatra pode te ajudar a desenvolver mecanismos de enfrentamento e melhorar sua qualidade de vida.

  • Tenha senso de dono! Um colaborador com senso de dono se preocupa com o sucesso da empresa como um todo e busca sempre contribuir para o crescimento do negócio. Ele não se limita a fazer apenas o que está descrito em seu cargo ou função, mas está sempre procurando maneiras de melhorar o seu trabalho e agregar valor à empresa.
Compartilhar esta publicação
Marcadores
​​
Faça seu tempo render melhor com este método!